Cheesecake Factory

Sempre quando tenho a oportunidade vou na Cheesecake Factory. Infelizmente não sou do tipo aventureira que sempre testa alguma coisa nova, pelo menos no quesito paladar rsrs. Na minha primeira viagem a Orlando eu e meu marido estávamos divididos entre conhecer este restaurante ou ir num rodízio brasileiro. Resolvemos (por um milagre) ir conhecer o novo. Pois agora faz parte da minha curta lista de restaurantes Hehehe.

Só tenho elogios a este lugar. Comida ótima, atendimento 10, espaço aconchegante. Sempre que vou tenho bons momentos. Sem dúvida alguma eu indico.O ambiente interno é bem intimista e aconchegante. Fica uma luz baixa e você mal consegue ver quem está na mesa ao lado. Então fica meio que cada um no seu espaço. Mas você também pode optar por comer do lado de fora que também é muito bom, porém nada reservado. Se isso não é problema, então você pode gostar.

Os pratos são generosos. Dependendo de qual você pedir da até pra dividir, como o espaguete com almôndegas, que aliás é um dos mais baratos da casa. O Fábio pediu um prato com salmão. Ele elogiou o dia inteiro, e quando é assim é porque realmente gostou! Aliás, adorou! Já a minha cunhada pediu uma porção de lulas fritas e também super curtiu. Pouco tempo depois que tiram seu pedido já trazem um aperitivo com pães bem quentinhos e manteiga. O pãozinho marronzinho é o melhor. Não sei o nome, mas é uma delícia.

Outra sugestão é uma bebida chamada Strawberry Lemonade (limonada de morango), aproveita quando for lá e peça! É muuuito boa! (Não tem álcool). E ainda por cima é refil, que á justamente pra você engordar até a próxima geração.

Não sei dizer qual cheesecake é o melhor, até porque existem vários sabores e é bem fácil ficar na dúvida. O garçom me sugeriu o de banana com caramelo porque, segundo ele, tem um sabor mais suave. Mas como eu sou chocólatra optei por um com chocolate até a alma. Mas por favor peça um cheesecake no final, nem que seja pra levar pro hotel depois, porque vale muito a pena!

 

Minha primeira viagem pra Disney

disney13

Em 2013 fiz minha primeira viagem pra Disney e Universal (separei sobre a viagem em um post pra cada parque). Na verdade, foi minha primeira viagem pro exterior e, sem dúvida, uma experiência incrível. Fomos apenas em três: meu marido, meu irmão e eu. Ficamos dois dias em cada parque, mas vou dizer que aproveitamos absurdamente. A viagem foi no começo de novembro e não tinha fila pra nada, lembro que passamos pelo brinquedo principal do parque temático do Harry Potter depois de, no máximo, 10 minutos de espera. Mas ok, pra não dizer que não pegamos fila nenhuma, teve uma montanha-russa no parque da Universal que esperamos uns 40 minutos, mas também foi o único que sugou nosso tempo. Uma das coisas boas também é que tudo estava decorado pro Natal, então os parques estavam ainda mais lindos! Separei algumas fotinhos da viagem pra vocês verem.disney_letra2
O que dizer? É o sonho de infância da maioria de nós. Então sim, me esbaldei! Fomos em vários brinquedos, mas como tivemos somente dois dias lá escolhemos o Magic Kingdom e o Hollywood Studios pra explorar. Claro que não deu tempo de ir em tudo, afinal os parques são enormes! Mas conseguimos ir em vários brinquedos. Destes dois parques destaco três atrações que ficaram na minha top list: Hollywood Tower Hotel, que é um hotel mal assombrado onde eles contam uma história do que aconteceu com os personagens e no fim aparece um holograma sensacional de uns fantasmas, super realista, fora o suspense todo que é bem bacana e a surpresa no final; o segundo que destaco é o Rock ‘n’ Roller Coaster Starring Aerosmith, uma montanha-russa com efeitos de luzes num cenário completamente escuro ao som de uma música da banda, sensacional! E por fim, indico também o musical da Bela e a Fera. Não sei se o musical é uma atração permanente ou se eles fazem uma rotação de shows, mas independente disso vale muito a pena assistir, os atores-cantores dominam e é lindo demais. O espetáculo demorou cerca de uns 25 minutos.

E claro, como não falar do maravilhoso Castelo da Cinderela? Lindíssimo! De noite eles ainda fazem uns jogos de luzes que deixam ele ainda mais incrível, prepara a câmera porque não tem como resistir a tirar um trilhão de fotos. Sobre as comidinhas ouso dizer que comemos bastante hambúrguer. Sim, isso aconteceu!

Duas dicas que vou dar: Primeiro, vá com uma roupa extremamente confortável, tipo camiseta, tênis, shorts e, lógico, não esquece o filtro solar, porque você vai andar muito e provavelmente debaixo de sol. Boné também não é má ideia ter na mochila. A segunda dica é: Compre alguns souvenirs no Walmart, tipo pelúcias do Mickey, Minnie, canecas, chaveiros, camisetas, entre outras coisinhas, porque sai mais em conta do que comprar dentro do parque e não deixa de ser Disney. Mas claro que tem coisas que você só vai encontrar no parque, aí não tem jeito.

Se você tiver dicas dos parques compartilha aí com a gente nos comentários!

disney17

disney1

disney9

disney10

disney8

disney2

disney18

disney20

disney3

disney4

disney12

disney5

disney6

disney11

disney7

Universal Orlando Resort

Universal41 copy

Posso dizer? Amei de paixão! Não imaginei que fosse gostar tanto! Nós fomos aos dois parques do Universal Orlando, tanto no Universal’s Islands of Adventure quanto no Universal Studios Florida, porque pegamos o park to park, aquele ingresso que permite ir de um parque pro outro no mesmo dia. Neste último fica o parque temático do Harry Potter que pra quem é fã como eu, entrar no castelo já é uma atração à parte. Como tirei várias fotos vou colocar num outro post porque este tem muitas. E olha que tentei selecionar!

Já os meninos ficaram enlouquecidos com o Transformers: The Ride–3D, que é uma atração muito boa também. Você entra numa espécie de carro que cai, gira, cai de novo e você vendo e vivenciando toda a cena meio que à mercê do Megatron e cia. Leva o boy que ele vai amar.

A cidade de Springfield dos Simpsons também merece um destaque porque é incrível, linda e perfeita! Tem restaurantes temáticos dos personagens, como o bar do Moe onde você pode tomar um Moe Flamejante e também o restaurante Krusty Burguer, neste a gente arriscou experimentar o hambúrguer, lóoogico! Coloquei uma fotinho dele aqui embaixo.

Não posso deixar de falar dos donuts. Vou dizer que não tem nada de mais, porque donuts pra mim todos têm sabores meio que parecidos, mas ele é bonitinho e acaba dando uma baita vontade de comer pelo menos pra experimentar.

Por falar em comida, se você tem intenção de viajar pra lá dá uma pausa na dieta, porque realmente experimentar as delícias faz totalmente parte da diversão. Por exemplo, como não provar os cheesecakes? Diversos sabores pra escolher, a tarefa é difícil! Mas nesta mesma loja vendem uns sanduíches bem saudáveis também. Se joga porque é bom demais. Aliás, por falar em “bom demais”, tem um brownie com sorvete que vende perto do Jurassic Park que é muito, mas muito gostoso (foto aqui embaixo). E como eu disse, deixa a dieta em casa, quando você voltar retoma, nem esquenta.

Universal25 copy

Universal01 copy

Universal09 copy

Universal15 copy

Universal03 copy

Universal11 copy

Universal16 copy

Universal05 copy

Universal37 copy

Universal40 copy

Universal32 copy

Universal22 copy

Universal29 copy

Universal20 copy

Universal27 copy

Universal24 copy

Universal35 copy

Universal34 copy

Universal38 copy

Universal33 copy

Universal18 copy

Universal17 copy

Universal12 copy

Universal06 copy

Universal13 copy

Universal14 copy

 

New York, New York!

nyny_01

Na minha última viagem bate-volta, além de Montreal em Quebec, fomos também pra Nova York, que de carro fica a mais ou menos umas 7h de Toronto. Foram apenas dois dias de andanças, mas deu pra conhecer bastante coisa. Separei aqui alguns lugares muito legais que fomos (além de ter ido conhecer a Macy’s, tem post sobre a loja aqui), mas já te adianto que, se você nunca foi, vale muito a pena ir dar um tchauzinho mesmo que de longe pra Estátua da Liberdade.

Central Park

Um lugar delicioso pra passear, tirar fotos, descansar, enfim, curtir aquele pedaço de natureza em meio a tantos prédios. É surreal que um espaço tão tranquilo esteja bem ali cercado pelo ritmo frenético de Nova York. Vimos muitas pessoas fazendo cooper, andando de bicicleta, jovens jogando baseball, tinha até um senhorzinho tocando lindamente um sax. No meu instagram tem um trechinho.

Claro que assim como falei no post da viagem à Montreal, o mesmo aconteceu em Nova York, porque a viagem for na mesma semana, as árvores não estavam cheias de folhas, mas ainda assim é maravilhoso. De qualquer forma, recomendo a ida no verão ou outono pra ter uma paisagem ainda mais linda.

nyny_04

nyny_05

Times Square

Ali você se sente no centro do mundo, é gente demais, muitas luzes (e olha que fui de dia), muita propaganda, banners enormes, uma loucura. Tem várias empresas que fazem passeio de ônibus daqueles de dois andares pra turistas, você pode se programar pra fazer um desses. Vale uma ida à loja do M&Ms pra comprar lembrancinhas, da Apple que tem a entrada toda transparente e fica bem pertinho, mesmo que seja só pra dar uma espiada. E quando você avistar uns personagens tipo Homem Aranha, Super Mario Bros, entre outros, eles vão grudar em você pra tirar foto, mas saiba que vão pedir gorjeta depois.

nyny_02

Water Taxi – Pier 11

Este píer fica no centro de Manhattan na South Street Seaport. Embarcamos no Ikea Express, que vai até a loja da Ikea, a mãe inspiradora da Etna no Brasil. O passeio dura uma média de 10 minutos, é bem rapidinho, e custa $5 por adulto, mas aos finais de semana é free. A volta não está inclusa, tem que pagar à parte. A parte de cima do barco é descoberta, dá pra ir sentindo um ventinho e tirar umas fotos legais. Com crianças pequenas só é possível ir na parte de baixo que é coberta, por questão de segurança. É possível ver a Estátua da Liberdade, mas bem de longe.

nyny_08

nyny_09

Memorial e Museu do 11/9

Não estava nos planos ir no Memorial, mas acabou que a curiosidade foi maior. Primeiro fomos na região onde o ataque às Torres Gêmeas aconteceu. Exatamente no lugar dos dois prédios foram construídas duas fontes enormes com espelhos d’água. Nas bordas estão lapidados os nomes das pessoas que perderam suas vidas nos atentados de 2001 (11/9) e de 1993 (26/02). Fiquei bastante emocionada, porque ao mesmo tempo que demonstra o renovo, de águas que passam, tive a sensação de que estas mesmas águas também representam as lágrimas de amigos e familiares que perderam entes queridos. Vale a pena a visita e com certeza você vai ter uma leitura pessoal emocionante.

O museu tem um esquema de segurança fortíssimo, o mesmo procedimento para entrar em algum avião. A exposição fica nos subsolos e conta a história da construção do World Trade Center, do sequestro dos aviões, têm fotos da reações de pavor e medo de pessoas que recebiam a notícia do atentado, algumas partes estruturais das torres destruídas, depoimento de pessoas que em algum grau estavam envolvidas com o acontecido e ao mesmo tempo que você ouve trechos das falas também vê as palavras mais marcantes projetadas, entre muitas outras coisas.

Vários momentos me chamaram bastante a atenção, como cartazes que foram distribuídos por familiares e amigos em busca de pessoas desaparecidas, coletados de hospitais e igrejas, e frases de algumas pessoas que estavam dentro dos aviões sequestrados, como a de um marido que ligou pra se despedir da esposa. Com certeza não dá pra descrever tudo o que eu gostaria sobre esta visita, mas recomendo muito. O ingresso para entrar no museu sai por $24 para adultos e crianças menores de seis anos não pagam.

nyny_07